Notícias

Atlético vence o primeiro clássico contra o Cruzeiro

Por Alexandre Simões, 30/05/2020 às 11:17
atualizado em: 30/05/2020 às 11:18

Texto:

Foto: Centro Atleticano de Memória
Centro Atleticano de Memória

Apesar de, desde 7 de outubro de 1942 o clube se chamar Cruzeiro Esporte Clube, em atendimento a um decreto federal de 31 de agosto do mesmo ano, apenas em fevereiro de 1943 a mudança aconteceu de forma oficial, por causa de atrasos por parte da Federação Mineira de Futebol (FMF) na aprovação do novo Estatuto.

E este clássico de 30 de maio de 1943 foi o primeiro com o Cruzeiro tendo oficialmente este nome e usando a camisa azul. Entre o decreto e esta partida, os dois rivais se enfrentaram quatro vezes, mas o uniforme palestrino ainda era usado pelo time do Barro Preto, como relata o pesquisador Henrique Ribeiro no Almanaque do Cruzeiro.

Fazendo o dever de casa, já que o amistoso foi disputado no Estádio Antônio Carlos, em Lourdes, o Atlético vence o Cruzeiro por 3 a 1.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 3
Bispo; Airton e Ewando; Cafifa, Duda e Bigode; Cabral, Galego, Toné, Nicola e Resende. Técnico: Mário Gomes

CRUZEIRO 1
Geraldo II; Gérson e Azevedo; Bituca, Juca e Adelino; Nogueirinha, Zezé, Rizzo II, Ismael e Alcides. Técnico: Ninão

DATA: 30 de maio de 1943
LOCAL: Estádio Antônio Carlos (Lourdes)
MOTIVO: Amistoso

GOLS: Cabral, aos 38 minutos do primeiro tempo; Cabral, aos 26, Ismael, aos 27, e Ewando, aos 35 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Francisco Trindade
RENDA: Cr$ 7.552,00

MAIS HISTÓRIA

OUTRO JOGO: O futebol brasileiro estava sem poder realizar competições oficiais por causa da preparação da Seleção para a Copa do Mundo do México, que já estava próxima, e para não ficarem parados, os clubes mineiros disputaram a Taça Belo Horizonte. E ela foi conquistada pelo Atlético com este empate por 2 a 2 com o Cruzeiro.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 2
Hélio; Humberto Monteiro, Vânder, Vantuir e Cincunegui; Zé Maria e Amauri Horta; Vaguinho, Lacy (Beto), Lola e Tião. Técnico: Telê Santana

CRUZEIRO 2
Raul; Lauro, Mário Tito, Darci Menezes e Neco; Zé Carlos e Dirceu Lopes; Natal, Palhinha, Evaldo e Rodrigues. Técnico: Ílton Chaves

DATA: 30 de maio de 1970
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Taça Belo Horizonte

GOLS: Lacy, aos 7, Lola, aos 26, e Dirceu Lopes, aos 39 minutos do primeiro tempo; Darci Menezes, aos 14 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Antônio Gomes, auxiliado por Euclides Borges e Paulo Sanches
PÚBLICO: 26.890
RENDA: NCr$ 115.277,50

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    "A família me procurou no início do mês, estava preocupada por ele estar sem advogado", explicou o advogado #itatiaia

    Acessar Link